LOGIN:

Digite seu email:
Senha:
Esqueceu a senha? Cadastre-se grátis


Plano de emagrecimento

FERRAMENTAS
& TABELAS


PLANO DE
EMAGRECIMENTO
SUADIETA

Plano de Emagrecimento

faixa_saude.png

28 DE MAIO ? DIA INTERNACIONAL DA LUTA PELA SAÚDE DA MULHER

28 de maio ? Dia Internacional da Luta pela Saúde da Mulher

50% das brasileiras precisam de terapia hormonal durante a menopausa. Saiba mais!


Imprimir
enviar por email
Compartilhe:

A rotina de multitarefas está deixando a saúde da mulher em alerta. Um bom exemplo deste quadro perigoso fica por conta de um dado da Organização Mundial da Saúde (OMS) que revela que as doenças do coração são a principal causa de morte de mulheres no mundo. Para chamar a atenção de todas e todos, neste dia 28 de maio, o mundo volta a sua atenção para o Dia Internacional da Luta pela Saúde da Mulher.

De acordo com especialistas, fatores de risco como diabetes, depressão, hipertensão, obesidade e tabagismo - comuns a homens e mulheres -, também são mais nocivos ao organismo feminino do que ao masculino. Além disso, as mulheres ainda contam com outros agravantes, como o uso da pílula anticoncepcional, que associada ao hábito de fumar aumenta a síntese no fígado de fibrinogênio (substância que desempenha um papel importante na coagulação do sangue).

Um momento muito importante da vida de toda mulher e que merece muita atenção é o período da menopausa. Ainda segundo a OMS, até 2030, mais de um bilhão de mulheres estarão no climatério, período de vida dos 40 aos 65 anos. Sobre a queda dos níveis hormonais, a mulher por volta dos 45 anos precisa de cuidados extras com a saúde, sendo esta etapa marcada pelo fim do período reprodutivo feminino e início da fase da menopausa, quando ocorre o último ciclo menstrual e muitas mudanças no organismo e comportamento femininos.

Segundo Angela Maggio da Fonseca, professora associada e livre-docente da Disciplina de Ginecologia do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), esportes ou andar uma hora/dia, beber bastante água durante o dia, ingerir substâncias que contenham magnésio, cálcio e vitamina C e não fumar são algumas das recomendações fundamentais para as pacientes neste período tão delicado.

“Além dos cuidados com a qualidade de vida, 40% a 50% das mulheres brasileiras se encaixam no perfil de paciente que precisa de terapia hormonal (TH), que hoje é a mais indicada, pois é o único tratamento que demonstra eficácia no alívio dos sintomas, protege contra a perda de colágeno e atrofia da pele, conserva a massa óssea e reduz o risco de fraturas por osteoporose”, disse.

Sintomas da menopausa

Na maioria dos casos, o diagnóstico da menopausa é considerado após 12 meses da última menstruação e baseado na observação de sintomas como: diminuição da libido (desejo sexual); irritabilidade; diminuição da massa e da força muscular; aumento da gordura abdominal ou visceral; diminuição da densidade mineral óssea; alterações cognitivas e de humor e sonolência.

Segundo Angela Maggio, ao observar esses sinais, o médico poderá solicitar exames laboratoriais para medir os níveis hormonais. Depois de fechado o diagnóstico, é preciso iniciar um tratamento para restabelecer os níveis de hormônio da paciente. Hoje, o tratamento mais apropriado é a terapia hormonal, pois é a única que demonstra eficácia no alívio dos sintomas.

Saúde da mulher: é preciso ter muito cuidado

Acupuntura pode amenizar a TPM

Mulheres são mais sedentárias que os homens


Busca
Top 10 - Matérias
Confira aqui
Top 10
Novas Receitas
Ver novas

ATENÇÃO!

Todas as informações sobre dieta, serviços de dieta e atividades físicas oferecidos pelo Suadieta não substituem a dieta, o acompanhamento e as atividades físicas prescritos por profissionais de saúde como: médicos, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física, respectivamente.

A dieta proposta pelo Suadieta é pessoal e intransferível, ficando o usuário responsável por qualquer divulgação da dieta a terceiros.

© Suadieta - Todos os direitos reservados

Servidor:FUNIL2