Gengibre Faz Mal Para Quem Tem Refluxo?

Fonte: site www.mundoboaforma.com.br

Gengibre

Sofrer com o refluxo ou doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) pode ser algo um tanto quanto desagradável.

Isso porque a condição pode provocar sintomas como sensação de queimação no peito, geralmente depois de comer, e que piora no período noturno, além de azia, tosse seca, dor de garganta, rouquidão, náusea após as refeições, afta, pigarro, sensação de bolo na garganta, erosão dentária, dor no peito, dificuldade para engolir, regurgitação de comida ou líquido azedo e sensação de caroço na garganta.

O DRGE afeta o esfíncter esofágico inferior, que é um anel muscular localizado entre o esôfago e o estômago, e faz com que o conteúdo do estômago retorne ao esôfago.

Quando a digestão é normal, o esfíncter esofágico inferior abre para permitir que o alimento passe para o estômago e fecha para impedir que a comida e os sucos estomacais ácidos atinjam o esôfago.

Entretanto, em um quadro de refluxo gastroesofágico, o esfíncter esofágico inferior encontra-se fraco ou relaxa de maneira inapropriada, permitindo justamente que o conteúdo (leia-se ácido) estomacal volte para o esôfago.

Para quem sofre com a doença, vale a pena saber quais alimentos podem agravar um quadro de refluxo. Por exemplo, o gengibre faz mal para quem tem refluxo?

Será que o gengibre faz mal para quem tem refluxo?

O chá de gengibre é listado como um dos remédios caseiros que podem ser utilizados para auxiliar o tratamento do refluxo.

Outro ponto a favor do uso de gengibre para o refluxo é que estudos já mostraram que o alimento possui propriedades anti-inflamatórias. A inflamação no esôfago é uma característica chave do refluxo ácido.

Para quem sofre com a indigestão em decorrência do refluxo ou DRGE, ingerir uma dose moderada de gengibre pode auxiliar a acalmar o estômago.

O gengibre tem sido utilizado como um remédio natural para problemas digestivos em tradições da Índia e da China.

Nas quantidades geralmente utilizadas na culinária, o gengibre não costuma produzir efeitos colaterais, entretanto, o alimento pode provocar azia, arroto ou indigestão quando ingerido em doses elevadas.

Em última análise, a sua decisão de usar o gengibre deve estar baseada na resposta do seu corpo a essa erva. Consulte o seu médico se gengibre faz mal para quem tem refluxo ou se vale a pena a adição do gengibre na sua dieta como um tempero ou suplemento.

Por outro lado

Destacamos que não há base médica para afirmar que as propriedades anti-inflamatórias do gengibre podem ser eficientes contra o refluxo ácido.

Até a data da publicação, não existiam estudos envolvendo o gengibre como um tratamento apropriado para os sintomas do ácido refluxo.

Os alimentos picantes e o refluxo

Vale ressaltar que o consumo de alimentos picantes pode ser uma experiência desagradável.

Certos alimentos são propensos a piorar o refluxo ácido em pessoas que sofrem com o DRGE, porém, as reações variam de um indivíduo para o outro. Alimentos oleosos ou picantes, frutas e sucos cítricos, tomate e molho de tomate, cebolas, chocolate, café e álcool são desencadeadores comuns da azia e da indigestão.

Hortelã, alimentos temperados com menta, pimenta preta (pimenta-do-reino) e alho são frequentemente associados aos sintomas do DRGE.

Embora, o gengibre deixe um sabor picante nos alimentos, ele não é geralmente incluído na lista de ativadores comuns do refluxo ácido.

Outros cuidados com o gengibre

Agora que já analisamos se o gengibre faz mal para quem tem refluxo, que tal conhecermos alguns outros cuidados que devemos ter em relação ao consumo do gengibre e de receitas e produtos à base do vegetal?

A mestra em bioquímica Naomi Parks alertou que o chá de gengibre não pode ser consumido por pessoas que sofrem com a diabetes, por mulheres que estejam grávidas ou mulheres que se encontrem no processo de amamentação.

A Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos alerta que pessoas que fazem uso de medicamentos diluidores do sangue (anticoagulantes) devem evitar os suplementos de gengibre, informou artigo publicado no site Livestrong, que ainda destacou que pessoas com distúrbios hemorrágicos e condições cardíacas também devem evitar os suplementos de gengibre.

Por sua vez, quem tem histórico de problemas na vesícula biliar deve consultar o médico antes de tomar o chá de gengibre. De acordo com a publicação, a regra geral consiste em não consumir mais do que 4 gramas de gengibre diariamente.

Para crianças, adolescentes, idosos e pessoas que têm qualquer doença ou condição especial de saúde (além dos grupos já citados acima), vale a pena consultar o médico antes de utilizar qualquer forma do gengibre. Para os outros, é importante não exagerar no consumo de qualquer forma da raiz.

Mais importante do que saber se gengibre faz mal para quem tem refluxo

É conversar com o seu médico para saber como deve ser o tratamento e toda a alimentação ao descobrir que possui a condição

O médico e o nutricionista são os profissionais mais indicados para orientar como deve ser o consumo de gengibre para quem tem o refluxo ou DRGE, de modo que o alimento não traga problemas para a saúde do paciente.

Lembre-se que este artigo serve somente para informar e jamais pode substituir as recomendações médicas.

 

Leave a comment

Sua Dieta 2019 - todos os direitos reservados.